19mai 2015

Tatto minimalista de Seoeon

Postado por às em Inspiração

12

Boa tarde meninas,

Nas minhas navegações pelo instagram me deparei com um tatuador minimalista incrível, chamado Seoeon, ele é Coreano e se tornou popular pelas suas criações de tatto minimalistas.

Suas tattos tem uma abordagem sutil e delicadas, são ótimas para quem nunca se arriscou na arte corporal, e tem medo de fazer uma tatto grande e se arrepender.

Seu trabalho Seoeon usa linhas simples e firme, gosta de usar símbolos, corações, diamantes e traços delicados e finos.

Eu definiria esse artista com a frase: “A beleza na simplicidade de sua arte”.

Selecionei algumas tatto minimalista de Seoeon, vem conferir:

Gostaram?

Mais imagens vocês encontram no Instagram: https://instagram.com/seoeontattoo/

Beijinhos :*

10mai 2015

História de Frida Kahlo

Postado por às em Faculdade de Moda

Olá meninas,

Quem aqui já pensou em fazer uma faculdade de moda? Então vou aproveitar e fazer uns post relacionado a minha faculdade, esses dias o professor de História da Arte passou um trabalho sobre a História de Frida Kahlo, e decidi compartilhar com vocês, aproveitem o conhecimento!

Quem foi Frida Kahlo, estilo artístico, surrealismo, biografia resumida, obras, frases, artes plásticas mexicana.

História de Frida Kahlo

Frida Kahlo foi uma das mulheres mais marcantes, pois era uma mulher muito a frente da sua época. Mesmo passando por muitas dificuldades desde doenças e traições se tornou um ícone ao longo dos anos e até a sua morte. Frida era patriota declarada, comunista e revolucionária.

Frida era amante de sua cultura popular, e deixava isso claro no seu modo de vestir e nas suas pinturas, que remetia muito a cultura do México.

Durante sua vida Frida relata todo o seu sofrimento, dores e traições sofrida por seu marido e sua impossibilidade de ter filhos.

Aos 06 anos, ela teve poliomielite, causando seqüelas como, um pé atrofiado e uma perna mais fina que a outra.

Aos 18 anos, Frida com seu namorado sofre um acidente de carro, e uma barra de ferro a transpassa atingindo seu abdômen e sofrendo varias fraturas, passando por 35 cirurgias, e tendo complicações pelo resto de sua vida.

Durante sua recuperação ela descobre o gosto pela pintura, onde sua mãe a incentivava,  sua primeira obra foi seu auto-retrato com vestido de terciopelo, dedicado a seu namorado que após o acidente de carro a abandonou, depois pegou gosto pelos auto-retratos, e fez 55 ao todo, sua justificativa era: “Pinto a mim mesma porque sou sozinha e porque sou o assunto que conheço melhor”.Frida 01

Depois de 2 anos, Frida conheceu o pintor Diego Rivera, que se apaixonou e revelou Frida como uma grande artista. Eles se casaram, Frida engravida e sofre seu primeiro aborto, ficando muito abalada pela impossibilidade de ter filhos e seu estado de saúde delicado. Nesse período ela relata sua dor: “Pintar completou minha vida. Perdi três filhos e uma série de outras coisas que teriam preenchido minha vida pavorosa”.

No seu segundo aborto aconteceu na sua passagem pelos EUA para expor seus trabalhos, no mesmo ano, ela sofre a perda da sua mãe que morre de câncer.

Quando eles voltam ao México, Frida sofre seu terceiro abordo e tem seus dedos do pé direito amputado.

Com todo esse sofrimento, Frida ainda passa pelas traições constantes com seu marido Rivera, que a trai com sua Irma mais nova. Ela separa dele e logo depois conhece um escultor chamado Isamu Noguchi com quem tem um caso. Mais depois ela volta para o marido.

Passando por várias cirurgias no pé, e fortes dores de coluna, e aparecendo varias outras doenças como úlcera, anorexia e ansiedade, nessa época Frida conhece Leon Trotski, que se refugiava em sua casa junto com a esposa, e foi um de seus mais famosos caso de amor.

“Em 1938, Fria Kahlo conhece André Breton, escritor, poeta e famoso teórico do surrealismo, que se encanta por sua obra e lhe apresenta Julian Levy, colecionador e dono de uma galeria em Nova York, responsável por organizar a primeira exposição individual de Frida, realizada em 1939.

A exposição foi sucesso absoluto e ela logo estava realizando exposições em Paris onde conheceu grandes artistas como Pablo Picasso, Kandinsky, Marcel Duchamp, Paul Eluard e Max Ernst. Frida foi a primeira pintora mexicana a ter um de seus quadros expostos no Museu do Louvre, mas foi apenas em 1953, um ano antes de sua morte, que ela consegue realizar uma exposição de suas obras na Cidade do México. “(http://www.infoescola.com/biografias/frida-kahlo/)

Em 1942, Frida escreve seu seu famoso diário, onde escreve todas a sua vida, dores e pensamentos, em um amaranhado de textos e cheio de ilustrações e cores.

Frida ganha o Premio Nacional de Pintura concedido pelo Ministério da Cultura do México em seu quadro “Moisés”. Nesse período ela passa por mais 6 cirurgias, tendo que usar um colete de ferro e ficando em uma cadeira de rodas. Depois ainda tem sua perna amputada devido a uma gangrena.

Sobre mais esse duro golpe Frida escreve em seu diário:

”Amputaram-me a perna há 6 meses, deram-me séculos de tortura e há momentos em que quase perco a razão. Continuo a querer me matar. O Diego é que me impede de o fazer, pois a minha vaidade faz-me pensar que sentiria a minha falta. Ele disse-me isso e eu acreditei. Mas nunca sofri tanto em toda a minha vida. Vou esperar mais um pouco…”.

No mesmo diário ela também desenhara uma coluna cercada por espinhos com a legenda: “Pés, para que os quero se tenho asas para voar.” Revelando a ambiguidade de seus sentimentos com relação a todo seu sofrimento. “(http://www.infoescola.com/biografias/frida-kahlo/)

Frida mesmo em uma cadeira de rodas, participou de uma manifestação contra a intervenção norte-americana na Guatemala em 1954. Na noite de 13 de julho do mesmo ano Frida é encontrada morta e em seu diário tinha a frase: “Espero a partida com alegria…e espero nunca mais voltar…Frida.”.

Em 2002 foi lançado o filme “Frida” com a atriz Salma Hayeck no papel da personagem principal e Alfred Molina no papel de diego Rivera. A direção é de Julie Taymor e o filme recebeu dois Oscar por melhor maquiagem e trilha sonora. “(http://www.infoescola.com/biografias/frida-kahlo/)

Frida Kahlo e o Surrealismo

O surrealismo é a busca pela compreensão dos sonhos, da hipnose, é o que revela sua verdadeira natureza individual de quem o pratica, de forma muito mais completa do que as criações conscientes.

Frida Kahlo foi do  movimento do surrealismo – participou de uma exposição com André Breton em Paris.  Frida procurava passar para a tela todas as amarguras que passava na vida. O mesmo princípio do auto-retrato se colocava para as outras obras. Frida fugia totalmente do modo de produzir encontrado no Manifesto Surrealista. Não lhe interessava o inconsciente, mas as dores do cotidiano e as tragédias pessoais.

Os franceses, ao que tudo indica, eram nacionalistas demais para suficiente atenção aos trabalhos americanos. Isso se demonstra mediante a atitude de André Breton quando da chegada de Frida à Paris. Segundo Andrea Kettenmann, assim que a mexicana aportou, viu que Breton não havia tomado qualquer medida para a exposição, que só se realizou mediante o auxílio de Marcel Duchamp, de quem Frida chamou de “o único que tem os pés assentes no chão, de entre esse bando de malucos e filhos da mãe de surrealistas”. Apesar da ajuda de Duchamp as obras da artista acabaram mesmo expostas junto aos trabalhos de mexicanos dos séculos XVIII e XIX. Frida sentiu que as mulheres eram ainda subestimadas na pintura. (Fonte: http://faceaovento.com/2010/11/08/frida-kahlo-e-o-surrealismo/)

Frida não era surrealista. Não teorizava da mesma maneira, nem partilhava de seus conceitos. E ainda que em inúmeros trabalhos elementos surrealistas e fantásticos sejam apresentados, a artista não se desprendeu completamente da realidade em nenhum deles. Retratava apenas a própria realidade. Os sonhos, talvez, poderiam se apresentar como mais doces e menos brutais do que vida real. Em seu diário registrou uma última frase: “Espero a partida com alegria… e espero nunca mais voltar… Frida”.

Conclusão

As inspirações de Frida para suas pinturas vinheram de suas angústias e sofrimento da sua vida. Passando por várias doenças e acidentes que deixou sua saúde frágil. Tendo vários abortos, e perda de membros, ficando em uma cadeira de rodas.

Frida mesmo passando por várias frustações, sempre mantinha a vontade de lutar e viver, no livro “Frida – A bibliografia” cita uma fala da artista:

“Por eu ser jovem”, ela disse, “o infortúnio não assumiu o caráter de tragédia: eu sentia que tinha energias suficientes para fazer qualquer coisa em vez de estudar para virar médica. E, sem prestar muita atenção, comecei a pintar.” (http://www.brasilpost.com.br/2014/07/26/frida-kahlo-exposicao_n_5622069.html)

Frida transformou suas deficiências em estilo, cheias de cores e rica em elementos florais, as roupas viraram tendências. Ela era muito autentica. Seus sapatos, inclusive, eram adaptados exclusivamente para ela, com um salto maior do que o outro para nivelar sua altura. Seus ‘corpetes’, na verdade, eram coletes ortopédicos.

Frida viveu grandes amores e grandes traições, teve sua perna amputada,  mesmo assim continuo a pintar uma de suas últimas obras foi “Natureza Morta (viva a vida)”.

Com o reconhecimento de suas obras por André Breton em Paris foi reconhecida como artista surrealista na época.

Morreu aos 47 anos. Quase 60 anos após sua morte Frida estampa pela primeira vez a capa da revista Vogue, tornando um ícone da moda. Por sua autencidade e sua lição de vida.

Mesmo com a morte de Frida, era segredo os seus pertences, mesmo após a morte de seu marido, só em 2004 os objetos foram desbloqueados e formaram a exposição sobre as roupas e pertences de Frida nunca antes vistos pelo público.

Concluindo, Frida Kahlo foi um exemplo de superação, sua força de viver é incrível, mesmo passando por tantos problemas. É um exemplo de mulher guerreira, e uma grande artista da sua cultura popular do México.

Fotos exposição de Frida Kaho:

Alguns dos quadros de Frida Kahlo:

Frida 07

Fulang-Chang and I, 1937.

Frida 08

Self-Portrait with Thorn Necklace and Hummingbird

Frida 09

Moisés, 1945.

Bibliografia

Site: http://www.suapesquisa.com/quemfoi/frida_kahlo.htm

Site: http://pt.wikipedia.org/wiki/Frida_Kahlo

Site: http://www.infoescola.com/biografias/frida-kahlo/

Site: http://www.brasilpost.com.br/2014/07/26/frida-kahlo-exposicao_n_5622069.html

Site: http://faceaovento.com/2010/11/08/frida-kahlo-e-o-surrealismo/

Espero que tenham gostado!

Beijos!!!

:*

24abr 2015

Look Xadrez para o Inverno

Postado por às em Sem Categoria

Look xadrez, já estamos pensando no inverno, então porque não ir pensando nos looks que vamos usar nessa estação!

Eu to apostando nas peças xadrez, acho muito a cara no inverno, e sem contar que são peças clássicas, né.

post24-04_xadrezV02

Vi essa imagem no site do blog das Lojas Renner, e adorei a composição do look.

Separei algumas imagens de como usar look xadrez:

– Look com camisa xadrez amarrado na cintura, fica um charme.

camisa xadrez na cintura

– Look calças xadrez, recomendo para quem é magrinha, fica lindo.

calça xadrez

– Look camisa xadrez, composição de look com sobreposição, eu adoro esse modo de vestir.

camisa xadrez

 

– Look com saia xadrez, fica super feminina com uma meia calça.

Saia xadrez

 

– Look variado, faça seu estilo próprio.

look xadrez

 

– Look charme e elegância do xadrez

xadrez classico

 

E aí meninas, estão prontas para desfilar a tendencia do xadrez?

Beijinhos :*

05abr 2015

PEIXE AO FORNO

Postado por às em Gastronomia

Peixe a la kelly

Uma receitinha simples e bem fácil de fazer, para quem adora peixe ao forno.

Vamos a receita do peixe ao forno:

Peixe a la kelly 1

Primeiramente pegue os file de tilápia, e os tempere, eu usei sal, cominho, alho, e um pouco de colorau, pois não gosto do peixe muito branco não, vai do gosto de cada um.

Prepara separado os temperos grossos, tomante, pimentão e cebola, picados. (Reserve)

Corte batatinha inglesa em rodelas, e cubra o fundo da forma, por cima jogue um pouco de ajeite.

Peixe a la kelly 2

Depois de forrar o fundo da forma com as batatas e o ajeite, coloque os file de peixe por cima, espalhando bem, e jogue o tempero grosso por cima, cubra com o resto das batatinhas, e coloque um fio de ajeite por cima, e molho de tomate.

Depois cubra com papel alumínio, e leve ao forno por volta de 30 mim, sempre olhando até ficar dourado.

Peixe ao forno

Receita muito fácil e muito gostosa.

Agora só preparar!

Aproveita e curte a página do Facebook.

Beijinhos…

Theme developed by Difluir - http://themes.difluir.com